February 26 2013

Guilherme da Luz

Faculdade – Cursos no Brasil por modalidade

Diversas opções em cursos superiores atendem aos desafios da modernidade.

O avanço tecnológico teve um impacto muito forte sobre certas profissões que foram substituídas pelas facilidades da tecnologia. As mudanças das últimas décadas, porém, levaram à criação de novos cursos para novos postos de trabalho. É o caso, por exemplo, das faculdades de moda e estilismo. Ocupando o segundo lugar como o setor privado que mais emprega no país, a indústria da moda brasileira ganha cada vez mais espaço no mercado nacional e internacional. Em virtude desse sucesso, a comunidade acadêmica passou a tratá-la com muito mais seriedade e profissionalismo. O Brasil possui mais 40 cursos de graduação em moda e estilismo, o índice maior do mundo. Esse é um setor com papel decisivo na economia nacional.

Um novo conceito que vem sendo usado pelos estudos que analisam as faculdades é o seu grau de empregabilidade, isto é, a sua capacidade de proporcionar um emprego ou um estágio. Muitas faculdades mantêm parcerias com empresas e agentes de estágios, para que os alunos tenham oportunidades desde o início dos cursos.[leadform]

As faculdades de formação tradicional possuem professores especialistas e profissionais de reconhecido sucesso em suas áreas de atuação. Os cursos superiores tradicionais estimulam a vida acadêmica e atividade científica, e os alunos formados contam com um grande número de opções de trabalho.

As opções para quem quer fazer uma faculdade são muitas. Ao lado das instituições públicas gratuitas, de acesso disputado, existem também opções que se adaptam a cada aluno, atendendo a diversas necessidades. Há uma enorme variedade de alternativas. Em 2007 o número de cursos de graduação passava de 21.000.

Para quem quer entender melhor as diversas modalidades de ensino superior, pode-se resumi-las em: Bacharelado, quando o formado pode atuar em diversas áreas do mercado de trabalho, Licenciatura, que forma educadores para os cursos de 1º. e 2º. Graus; Tecnológicos ou Profissionalizantes, com enfoque em atividades específicas e com formação técnica, e o Ensino a Distância, cujas aulas e encontros são realizados através da internet, facilitando quem mora longe dos polos de ensino.